O segredo do efeito Nefertiti

Jovialidade e beleza para o pescoço

Um dos mais antigos ícones de beleza, que até os dias atuais é referência na medicina estética, é a antiga rainha egípcia Nefertiti. Seus ângulos mandibulares bem marcados e o aspecto jovial do seu pescoço são destaques que fizeram desta mulher a inspiração para a criação de um dos tratamentos mais consagrados da Harmonização Orofacial: o chamado efeito Nefertiti.

 

Os impactos do envelhecimento facial

Antes de explicar como funciona esse procedimento, é importante abordar alguns aspectos do envelhecimento facial.

De modo geral, o rosto jovem é marcado por um terço inferior mais fino em relação à projeção mais alta e lateral do arco zigomático, em um formato que remete à um “triângulo invertido”. Com o tempo, é natural que haja a reabsorção óssea e a diminuição dos coxins gordurosos, além maior flacidez da pele, resultando na queda das estruturas faciais e na perda de definição do contorno mandibular.

 

Como é feito o tratamento?

Para solucionar essas queixas típicas do processo de envelhecimento, é possível lançar mão de tratamentos como o preenchimento facial e os bioestimuladores injetáveis, além da aplicação da Toxina Botulínica no terço inferior da face – que promove o efeito Nefertiti.

Sobre essa técnica especificamente: o objetivo é aplicar a Toxina Botulínica em pontos estratégicos no platisma, músculo do pescoço, com o objetivo de aliviar a tensão exercida pelos grupos musculares da região. O resultado é uma face e pescoço mais jovens e elegantes.

A aplicação da toxina botulínica é, geralmente, rápida e tranquila. Os efeitos do tratamento surgem em aproximadamente 2 semanas e duram, em média, de 4 a 6 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *